Gravidez - Mês a Mês
Ver o Mês

1º Mês

Sintomas, sinais e sensações
Importante: você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos.

Físicos:
Ausência da menstruação;
Cansaço e sonolência;
Vontade de urinar com frequência;
Náusea, vômitos e salivação excessiva;
Azia e dificuldade de digestão;
Repulsa ou desejo por certos alimentos;
Modificações no seio (inchaço, sensação de adormecimento, pesa dez, formigamento, escurecimento das aréolas, aparecimento de pequenas veias de cor azul sob a pele, devido ao aumento de irrigação sanguínea no seio).

Emotivos:
Instabilidade emocional, similar à TPM (síndrome pré-menstrual): como por exemplo, maior irritabilidade, mudanças repentinas de humor, vontade de chorar;
Apreensão, medo, alegria, excitação.
Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Óvulo e Espermatozóide se encontram:
Aproximadamente no 14° dia do ciclo menstrual, o óvulo feminino é liberado pelo ovário e se dirige ao útero através das trompas. De seu encontro com o espermatozóide procede a gestação.

Óvulo fecundado se transforma em um embrião:
Depois de aproximadamente 6 a 8 dias após a concepção, o óvulo fecundado se implanta no útero materno e começa a ser chamado de embrião. Nesta fase, ele é formado por algumas centenas de células que serão as precursoras na formação de todos os futuros orgãos. 

O início de uma vida aquática:
Devidamente acomodado no útero, o embrião inicia a desenvolver os sistemas de formação da placenta e do cordão umbilical, que permitem que ele se adapte à vida aquática dentro do utero até o momento de seu nascimento.
Topo

Qual é o aspecto do bebê:
Próximo ao final do primeiro mês, seu bebê é na verdade uma minúscula sementinha, menor que um grão de arroz, com aproximadamente 5 mm. Nas duas próximas semanas, iniciará a formação do tubo neural (do qual derivam o cérebro e a medula), do coração, do aparelho digestivo, dos olhos e das orelhas, e dos braços e das pernas.


Algumas Possíveis Preocupações
Cansaço 
Muitas gestantes sentem nos primeiros meses da gravidez um enorme cansaço. Isso porque seu corpo está produzindo todo o complexo embrião-placenta, que é o sistema que servirá para sustentar a vida de seu bebê, e também está se adaptando a muitas outras necessidades físicas e emotivas da gravidez. Todo esse processo deve continuar nos primeiros três meses, por isso, se estiver se sentindo muito cansada considere como um fato normal e aproveite para descansar. Aproveite para relaxar sentada com os pés apoiados, aceite a ajuda de algum familiar nos cuidados com a casa, durma umas duas horas a mais por noite. Porém se o cansaço for excessivo, ou se for acompanhado de desmaios, palidez ou palpitações é importante comunicar ao seu obstetra.

Náusea Matutina:
As náuseas, assim como os desejos por certos alimentos, são uma daquelas verdades da gravidez que não se explicam... existem! Porém um terço das gestantes não sofre com os sintomas da náusea ou do vômito. Para as outras gestantes que sofrem com a náusea, resta ao menos o consolo que não ultrapassa o terceiro mês, e raramente interfere com a alimentação ao ponto de afetar o feto. Muitas vezes ela pode aparecer em outros períodos do dia, como à tarde e à noite, ou mesmo durar o dia inteiro. Ninguém ao certo sabe definir a causa da náusea, mas pelo menos existem algumas dicas para tentar aliviá-la: faça desde o início da gravidez uma alimentação mais saudável e balanceada; beba muitos líquidos (chás, sucos ou sopas) ou alimentos com alto teor de água (frutas e verduras); evite sentir o cheiro ou a visão dos alimentos que você já identificou que lhe causam a náusea; faça várias pequenas refeições ao dia, evitando ficar longos períodos de estomago vazio; durma bem para se sentir relaxada, e quando levantar de manhã cedo faça-o lentamente; não tome medicamentos contra a náusea sem antes falar com seu médico.

Estímulo a Urinar com Frequência:
No primeiro e último trimestre da gravidez, a maior parte das gestantes faz frequentes idas ao banheiro, e um dos motivos é o aumento representado pelo maior volume de líquidos corpóreos e pela maior eficiência dos rins. Outro fator é a compressão feita pelo útero, que começa a aumentar de tamanho, pressionando a bexiga.

Modificações no Seio:
O seio aumenta já no início da gravidez pela maior quantidade de hormônios produzidos no seu organismo, isso porque se está preparando para nutrir o bebê quando ele nascer. A aréola aumenta e escurece, e aparecem pequenas saliências ao redor, como também surge uma espécie de rede de pequenas veias azuis. A sensibilidade e a sensação de dor, que você sente no início da gravidez tendem a desaparecer no 3° ou 4° mês. Durante toda a gravidez seu seio continuará a crescer e é muito importante o uso de um bom sutiã que lhe dê sustentação.

Complexos Vitamínicos:
Somente o seu obstetra, conhecendo seu estado de saúde, seu modo de vida e a sua alimentação, poderá estabelecer a necessidade ou não de receitá-las e qual o tipo e a dosagem aconselhada.

Aborto Espontâneo:
Quase toda grávida, em algum momento durante o primeiro trimestre da gravidez, experimenta uma sensação de medo e ansiedade só em pensar na possibilidade de abortar.
Muitas evitam inclusive falar sobre a gravidez até o quarto mês, quando começam a se sentir mais seguras. Normalmente, mesmo não gostando de pensar a respeito, o aborto espontâneo é uma forma que a própria natureza, genética ou não, encontra de selecionar um embrião ou um feto que tenha alguma anomalia. E estes receios são comuns a todas as gestantes, por isso, o melhor é pedir uma orientação completa ao seu ginecologista, sobre os possíveis sinais de alerta e o que fazer caso eles ocorram. E lembre-se de cuidar bem de si mesma, evitando grandes esforços físicos, descansar e alimentar-se bem e desistir de certos hábitos prejudiciais como o fumo e o álcool. Cuidando bem de você, você estará cuidando bem de seu filho!

A Consulta Obstétrica
A primeira consulta obstétrica é a mais completa, pois seu médico irá recolher todas as informações sobre seu histórico médico e ginecológico, e também serão pedidos vários exames laboratoriais. Antes da consulta, tente se lembrar de todo seu histórico médico, como as doenças e as cirurgias que teve, sobre ao que é alérgica, sobre a história médica de seu marido e toda a família (doenças hereditárias), e sua história ginecológica (data das primeiras menstruações, duração do ciclo, etc). Inicialmente será feita a confirmação da gravidez, com os sintomas que você apresenta e a data da última menstruação, para se estabelecer a data aproximada do parto. Veja você mesma no Calendário Obstétrico quando será aproximadamente a data do parto. O ginecologista irá também fazer uma avaliação completa de seu estado de saúde, examinando coração, pulmão, abdómen e seios; medirá também sua pressão arterial, seu peso e estatura; e verificará braços e pernas para ver a presença ou não de varizes ou inchaços; e fará também um exame ginecológico completo. Você deverá fazer também uma série de exames: hemograma completo, exame para determinar o fator Rh, exames de urina, papanicolau, exames para os anticorpos da rubéola, VDRL (sífilis), entre outros. Lembre-se: esta consulta é a primeira oportunidade que você tem para você expor suas dúvidas, medos e preocupações, sendo uma excelente ocasião para discutir com seu médico todos os argumentos que podem estar deixando-a ansiosa
Topo


2º Mês

Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos: 
Cansaço e sonolência;
Vontade de urinar com frequência;
Náusea, vômitos e salivação excessiva;

Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
Repulsa ou desejo por certos alimentos;
Modificações no seio (inchaço, sensação de adormecimento, formigamento, escurecimento das aréolas, aparecimento de pequenas veias de cor azul sob a pele, devido ao aumento de irrigação sanguínea no seio);
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
As roupas começam a ficar ligeiramente estreitas na cintura e no seio, o abdômen pode parecer um pouco aumentado.

Emotivos:
Instabilidade emocional, similar à TPM (síndrome pré-menstrual): como por exemplo, maior irritabilidade, mudanças repentinas de humor, vontade de chorar;
Apreensão, medo, alegria, excitação.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Começa a formação do corpo:
A partir da 5a. semana de gestação, o embrião apresenta um formato oval parecendo-se mais com um corpinho, e consegue-se perceber em uma extremidade a formação do cérebro e no resto a formação da estrutura corporal e dos membros.
Um coração que bate:
É neste período que o coração de seu bebê começará a bater, e começam a aparecer os delineamentos dos olhos, das orelhas, da boca e das fossas nasais. Está se formando o saco amniótico (juntamente com o líquido amniótico) que tem a função de envolver o feto e protegê-lo por toda a duração da gravidez.

Orgãos que vão se formando: 
Começa a formação dos dedos, e também a definição da estrutura esquelética, inicialmente com a cartilagem e mais tarde com os ossos. Inicia-se a formação do aparato genital e dos orgãos do aparelho digestivo.
Topo

Qual é o aspecto do bebê:
No final deste período o feto tem aproximadamente 3 cm de comprimento e pesa cerca de 10 gramas, e ele agora tem um aspecto mais humano.

Algumas Possíveis Preocupações
Modificação das Veias: 

Muitas gestantes notarão que seu corpo apresenta um reticulado de veias azuis finíssimas, sem saber o que causa isso. Isso se deve ao seu sistema circulatório, que devido ao maior volume de sangue associado à gravidez que circula em seu corpo, forma este reticulado em seu corpo. O maior problema relacionado com seu sistema circulatório em uma gravidez diz respeito à formação de varizes e o melhor mesmo para evitar o aparecimento delas é a prevenção, principalmente porque se você ficar grávida outras vezes, as varizes tenderão a piorar. O que você pode fazer: evite aumentar muito de peso, evite ficar muito tempo em pé, e quando estiver sentada deixe as pernas apoiadas em alguma almofada ou "puff"; use meias elásticas durante todo o dia; faça caminhadas leves todos os dias. 

Problemas de Pele:
A maior parte das gestantes apresenta uma pele esplendorosa durante a gravidez, devido muitas vezes às alterações hormonais. Mas muitas vezes, são estas mesmas alterações que provocam em outras gestantes o aparecimento de "espinhas", principalmente em mulheres que habitualmente sofrem com isso nos períodos pré-menstruais. Para melhorar o problemas, tente seguir uma dieta equilibrada, que fará bem seja ao seu bebê seja à sua pele; beba muita água, que é um dos melhores hidratantes da pele; faça sempre uma boa limpeza na sua pele com produtos neutros e delicados; evite tomar sol ou se assim o fizer use sempre um protetor solar.

Perder a Forma Física:
Um dos principais receios da mulher grávida é perder a forma física... principalmente para aquelas que sempre se preocuparam muito com seu aspecto. Depois do parto, muitas mulheres tem problemas para voltar à forma física de antes porque engordaram muito, não seguindo uma dieta balanceada e não fazendo nenhum tipo de atividade física, como por exemplo caminhar. Seguindo a correta orientação do seu médico e adotando hábitos alimentares saudáveis, você deverá aumentar somente o necessário durante a sua gravidez, e após o parto e a amamentação, você poderá assim voltar em alguns meses à forma física precedente.

Dor de Estômago e Indigestão:
Vários fatores contribuem para esses distúrbios do aparelho digestivo durante a gravidez, que afligem a maioria das gestantes por quase toda a duração da gravidez (algumas mais, outras menos). De qualquer forma pode-se tentar diminuir essas sensações desagradáveis seguindo alguns conselhos que provavelmente são indicados para muitos outros sintomas: controle para não aumentar muito de peso; não use roupas muito estreitas que apertem no abdômen já um pouco aumentado; coma lentamente mastigando pausadamente; elimine aqueles alimentos que você já reconhece que lhe causam indigestão; evite o fumo e o álcool; levante o espaldar de sua cama cerca de 10 a 15 cm para dormir com a cabeça mais alta; e caso nada dê certo, consulte seu médico e peça uma orientação mais específica.

Repulsa ou Desejo por Certos Alimentos:
Aqui podemos imaginar a clássica cena do marido acordado no meio da madrugada numa noite chuvosa de inverno para ir procurar ostras empanadas ao molho agridoce. Arghhh... Por sorte (dos maridos!!!) muito disso é folclorístico, e são poucas as gestantes que realmente passam por esse tipo exagerado de "vontade". Existem muitas teorias sobre o fundamento dos "desejos da mulher grávida", e alguns interpretam estes desejos como um aviso que o próprio organismo nos envia de que algum alimento (ou substância) se faz necessária ou o inverso. Na realidade, cabe um pouco de bom senso: se deseja ardentemente algum alimento que você sabe que faz bem a você ou ao bebê, não hesite em comê-lo. Por outro lado, se apesar de eterna viciada em um bom cafezinho, agora você não suporta nem o cheiro, tanto melhor!! Mas se sente total aversão por alimentos que deve comer pelo valor nutritivo que eles têm, tipo peixe ou verduras de folha verde, aí você deverá conversar com seu médico para orientá-la melhor na substituição por outros alimentos de igual valor. Há quem diga também que muito dos "desejos" das mulheres grávidas são na verdade uma forma de extravasar suas necessidades emotivas, por exemplo, tentando chamar um pouco de atenção e carinho a mais. Se a mulher gestante (e seu marido) conseguem perceber essa necessidade tão natural nesta fase, é muito mais fácil satisfazê-la com um pouco de aconchego romântico e tranquilo a dois, do que uma procura desesperada no meio da noite por alguma comida exótica. 
Topo


3º Mês

Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos:
Cansaço e sonolência;

Vontade de urinar com frequência;
Náusea, vômitos e salivação excessiva;
Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
Repulsa ou desejo por certos alimentos;
Modificações no seio (inchaço, sensação de adormecimento, formigamento, escurecimento das aréolas, aparecimento de pequenas veias de cor azul sob a pele, devido ao aumento de irrigação sanguínea no seio);
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
As roupas começam a ficar ligeiramente estreitas na cintura e no seio, o abdômen pode parecer um pouco aumentado;
Aumento do apetite;
Algumas veias ficam mais visíveis, devido ao aumento no volume de sangue.

Emotivos:
Instabilidade emocional, similar à TPM (síndrome pré-menstrual): como por exemplo, maior irritabilidade, mudanças repentinas de humor, vontade de chorar;
Apreensão, medo, alegria, excitação;
Períodos de extrema calma e serenidade.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Inicia-se a formação das pálpebras:

Entre a nona e a décima semana a cabeça do feto já está bem delineada, aparecendo um tanto quanto desproporcionada em relação ao resto do corpo. Neste período se formam as pálpebras que irão proteger os globos oculares.

Um desenvolvimento rápido:
Já começam a se desenvolvendo outros orgãos, o sistema circulatório e urinário já estão funcionando, os orgãos genitais já se desenvolveram e os lineamentos do rosto já estão modelados. No final da 10a.-11a. semana, aparecem sob a derme as terminações nervosas, e o feto já consegue reconhecer os sons maternos da respiração, dos batimentos cardíacos e da voz.

Move as mãos e os pés, e abre a boca:
Os músculos e as articulações consentem ao feto fazer seus primeiros movimentos, na ponta dos dedos se visualizam as unhas, e ele começa a movimentar-se bastante suas mãozinhas e pezinhos, em contínuos movimentos de abrir e fechar. Também já pratica a sucção, engolindo líquidos à sua volta..

Qual é o aspecto do bebê: 
Próximo ao final do terceiro mês, o feto já aumentou de tamanho, chegando a medir cerca de 6,25 a 7,5 cm e pesa aproximadamente 14 a 18 gramas.

Qual é o aspecto da mamãe:
Ao final do terceiro mês, sua barriga se notará muito pouco, mesmo se você já teve um aumento de peso aproximadamente de 2 quilos. Ao contrário de seus seios que devem ter aumentado bastante a ponto de você precisar aumentar a numeração de seu sutiã.

Algumas Possíveis Preocupações
Prisão de Ventre: 

Frequente na grande maioria das gestantes, a prisão de ventre é um sintoma comum na gravidez, provocada por alguns fatores de ordem hormonal (que provocam um processo digestivo mais lento e menos eficiente) e pela compressão causada pelo útero em crescimento sobre o intestino, que impede um funcionamento normal. Algumas dicas podem aliviar este problema, como: inclua mais fibras na sua alimentação (frutas, verduras cruas, cereais); "afogue" seu inimigo com muita água; e faça alguma atividade física moderada, como caminhadas ou natação para gestantes.
Topo

Gazes:
Este sintoma tão frequente na gravidez, pode ser suavizado seguindo as mesmas orientações que você vai ouvir para muitos outros sintomas: ao invés de fazer 3 refeições diárias abundantes, faça 6 refeições menores; mastigue bem e devagar evitando engolir ar junto com a comida; diminua a quantidade de alimentos que normalmente já causam a sensação de inchaço (couve-flor, cebolas, feijões). 

Aumento de Peso:
Nenhuma mulher é igual a outra, e isso vale também para o aumento de peso na gravidez. Existem mulheres muito magras que não aumentam quase nada, e outras já um pouco acima do peso normal que aumentam demais logo no início da gravidez. O certo é um aumento de peso que varie de 900 a 1800 gramas no primeiro trimestre da gravidez. Para uma mulher de estatura média, os médicos recomendam um aumento de peso durante toda a gravidez de 9 a 13,5 quilos, o que possibilitaria inclusive uma gravidez mais saudável, um parto mais tranquilo, e uma recuperação e volta à forma física mais rápida. Calcula-se o ritmo deste aumento de peso da seguinte forma: no primeiro trimestre, uma gestante de peso médio deveria aumentar cerca de 1,3 a 1,8 quilos; no segundo trimestre, um aumento de aproximadamente 5,0 a 6,3 quilos, e no terceiro trimestre, um aumento de peso de 3,6 a 4,5 quilos. Esta é a fórmula ideal, mas nem sempre fácil de ser seguida. O importante é manter um aumento de peso constante, preocupando-se sempre com a qualidade dos alimentos de sua dieta, que sejam nutritivos e balanceados, e seguir o controle feito pelo seu obstetra, que é a pessoa mais indicada para equilibrar sua alimentação de acordo com o ritmo de sua gravidez e suas características físicas de peso e altura.

Distúrbios com o Sono:
Durante os primeiros meses da gravidez, é normal ter problemas de sonolência, principalmente de dia após as refeições. Acontece de você adormecer com facilidade nas horas mais impróprias, e durante a noite passar horas em claro sem conseguir conciliar o sono. A causa principal disso, são as profundas alterações hormonais, mas que deve desaparecer no início do segundo trimestre.
Topo


4º Mês

Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos:
Cansaço;

Diminuição da frequência da vontade de urinar;
Diminuição ou desaparecimento da náusea, vômitos e salivação excessiva;
Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
O seio continua a aumentar de tamanho, mas a sensação de dor e desconforto provocada pelo inchaço desaparecem ou diminuem;
Possíveis dores de cabeça;
Possível inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Aumento do apetite;
Aumento da umidade vaginal;
Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Algumas gestantes, principalmente as mais magras, poderão sentir no final do 4° mês de gestação leves movimentos do bebê.

Emotivos:
Instabilidade emocional, similar à TPM (síndrome pré-menstrual): como por exemplo, maior irritabilidade, mudanças repentinas de humor, vontade de chorar;
Apreensão, medo, alegria, excitação;
Uma certa sensação de "estar fora de sintonia", podendo às vezes fazer você se sentir atrapalhada, esquecendo das coisas, ou simplesmente sem a menor concentração no que está fazendo.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Seu bebê faz xixi pela primeira vez:
A partir da 14a. semana todos os orgãos internos do feto estão com suas estruturas principais já formadas. O fígado começa a produzir o primeiro suco gástrico, e os rins iniciam a produção de urina, que é diluída e formada basicamente de líquido amniótico. 


Começam a crescer os primeiros cabelos:
Entre a 15a. e a 16a. semana, os delineamentos do rosto do bebê se definem melhor, com a formação da boca. A pele que vai se formando é lisa e transparente, e os primeiros cabelinhos começam a aparecer. Como o bebê engole muito líquido amniótico, às vezes ele pode ter soluços. E também poderá ser flagrado chupando o polegar.
Topo

Produz 100 células nervosas por segundo:
Neste período, a produção de células nervosas inicia a se acelerar, e as estruturas muscular e óssea prosseguem em seu desenvolvimento, fazendo com que ele comece a se movimentar mais dentro do útero materno.

Qual é o aspecto do bebê: 
Ao final do 4° mês, o bebê em média mede uns 10 a 12 centímetros e seu peso pode chegar a aproximadamente 200 a 220 gramas, mas ainda não será possível se detectar no ultrasson qual o sexo do bebê. 

Qual é o aspecto da mamãe:
Ao final do quarto mês, você já poderá mostrar orgulhosa a sua pequena barriguinha, e para algumas gestantes é a fase em que elas conseguem sentir pela primeira vez o bebê se mexendo. Mas nem sempre isso acontece, por isso fique tranquila se ainda você não sentir nada... logo logo você vai sentir!!! 

Algumas Possíveis Preocupações
Dores nas Costas: 

Poucas são as gestantes que não se queixam de dor nas costas. Normalmente localizada na região lombar, essas dores normalmente são consequência de uma maior mobilidade nas articulações da bacia e da coluna, devido ao seu corpo estar se ajustando às alterações hormonais da gravidez. Une-se a isto o fato que seu abdômen em crescimento provoca uma inclinação de seus ombros para trás, tentando compensar o desequilíbrio. Para tentar combater este desconforto, siga algumas dicas: tente manter uma postura mais reta; tente não aumentar muito de peso; evite saltos muito altos; evite levantar pesos; não fique em pé por períodos muito prolongados, tentando alternar um pouco de repouso sentada com os pés apoiados num banquinho; faça caminhadas lembrando de manter a postura correta, pois isso fortalecerá sua musculatura lombar; procure dormir em colchões rígidos. Se, por acaso, a dor nas costas for muito intensa, procure seu obstetra e converse a respeito com ele. 

Câimbras:
Geralmente, se manifestam à noite, principalmente nos pés, na panturrilha (barriga da perna) e nas coxas. São espasmos musculares e que causam uma certa dor, e são provocados por uma carência de cálcio, potássio e outros sais minerais. E também, muitas vezes podem ser provocadas por um maior sedentarismo da gestante, ou ao contrário, por muito tempo em pé. Será sempre seu obstetra a pessoa mais indicada para falar a respeito e indicar algo que lhe ajude, caso sejam dores muito fortes. Na maioria das vezes, as câimbras podem ser aliviadas na fase de dor mais aguda se você flexionar o pé ou tornozelo, ou esticar a perna no caso de ser nas coxas. O uso de meias elásticas durante o dia pode ajudar a evitar as câimbras, como também o alternar de períodos em pé e em repouso, e a pratica de caminhadas.

Perdas Vaginais:
Você poderá notar neste período, perdas vaginais líquidas e de aspecto leitoso, e que são normais durante toda a gravidez. Portanto não são motivo de preocupação. Mas fique atenta para qualquer alteração que possa ocorrer em seu aspecto, como cor (amarelada ou esverdeada), odor desagradável, coceira ou queimação. Neste caso, não hesite em procurar seu ginecologista, que lhe indicará a terapia a ser seguida.
Linha Nigra e Outras Alterações na Pele:
Sua pele irá sofrer alterações com o decorrer da gravidez, que são normais e tendem a desaparecer após alguns meses do parto. A mais característica é a "linha nigra" que é uma linha escura que vai do estomago à região pubiana. Ocorre também a formação de manchas escuras no rosto, e elas também desaparecerão após o parto. A única coisa que você deve evitar é expor-se ao sol, ou pelo menos faça-o usando um protetor solar com um alto fator de proteção, para evitar que essas manchas escureçam ainda mais.
Topo



5º Mês

Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos: 
Movimentos fetais (finalmente você poderá sentir seu bebê!!);
Aumento da umidade vaginal (leucorreia);
Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
Câimbras nas pernas;
Possível inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Grande aumento do apetite;
Dores nas costas;
Modificação na pigmentação da pele no abdômen e no rosto
Aumento da pulsação (frequência cardíaca);

Emotivos:
Maior estabilidade emocional, podendo de vez em quando sentir-se ainda um pouco irritada e com algumas mudanças de humor;
Sentido mais amplo de aceitação da realidade de se "estar grávida";
Períodos de distração e falta de concentração no que se está fazendo.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Finalmente você poderá saber o sexo do bebê:

Ao redor da 20a. semana, você poderá ficar conhecendo através da ecografia, se seu bebê será menina ou menino, pois o exame feito nesta fase consegue delinear os orgãos genitais com grande exatidão. É hora de começar a pensar no enxoval e na decoração do quarto do bebê!!!

O bebê vai se movimentando cada vez mais:
Nesta fase, a futura mamãe começará a sentir os movimentos do bebê, cada vez mais intensos. No início, a sensação é como movimentos das asas de uma borboleta dentro de seu ventre. E como ele começa a ter um maior período ativo, em certos períodos do dia, passa também por alguns períodos de repouso.  

Sua pele vai se definindo:
A pele do bebê, nesta fase, forma a chamada "vernix caseosa" que é uma película de gordura sobre a pele que tem a finalidade de protegê-la. Começam a surgir os pelinhos que irão formar os cílios e as sombrancelhas, assim como os cabelos.

Qual é o aspecto do bebê: 
Este mês, o bebê cresce bastante, podendo aumentar até aproximadamente 25 cm. e pesar de 340 a 500 gramas. Seu corpo, neste período, já é todo bem proporcional, cabeça-tronco-membros.
Topo

Qual é o aspecto da mamãe:
Em média, uma gestante deve aumentar aproximadamente 450 gramas por semana no segundo trimestre da gravidez. Ou seja, a cada mês um aumento de mais ou menos 2 quilos. Sua barriga agora já deve estar bem redondinha, seus seios poderão estar já produzindo um pouco de colostro. 

Algumas Possíveis Preocupações
Aparecimento de Estrias: 

Infelizmente este é um dos "acontecimentos" da gravidez que toda mulher gostaria de dispensar... Aqueles anti-estéticos sulcos levemente rosados e que se formam quase sempre nos seios, abdômen, pernas e glúteos, e que aparecem independentemente da nossa vontade. O melhor mesmo é prevenir: como você já está sabendo, evitar um aumento excessivo de peso é bom para muitos dos "sintomas" da gravidez, inclusive no que se refere às estrias. Outra dica é manter o corpo muito bem hidratado, pois as estrias aparecem muitas vezes por falta de elasticidade da pele, principalmente durante uma gravidez, quando ocorre um excessivo estiramento dos tecidos.

Desmaios e Tonturas:
Apesar do folclore sempre nos fazer associar os desmaios de uma mulher como indicador de uma gravidez, ocorrendo portanto nos primeiros meses, na realidade é mais frequente que uma gestante sofra com estes sintomas no segundo trimestre de sua gestação, pois é quando o volume de sangue circulando aumenta de modo significativo. Ou então, a gestante poderá perceber uma certa sensação de tontura cada vez que se levantar, seja da posição sentada como deitada. Existem vários fatores que podem provocar estes desmaios ou tonturas, e o que a gestante deve tentar fazer para evitá-los é sempre se lembrar de não levantar com pressa, fazer pequenas refeições durante o dia para manter o estomago sempre saciado, e tentar evitar ficar em locais fechados, procurando estar mais tempo ao ar livre. Caso você sofra desmaios com frequência, consulte rapidamente seu ginecologista para uma avaliação.

Problemas Dentários:
Algumas gestantes sofrem de problemas dentários durante a gravidez, como por exemplo, inchaço e maior sensibilidade das gengivas, podendo até apresentarem inflamações e sangramentos. Para evitar danos maiores aos dentes e às gengivas, é necessário alguns cuidados básicos: consulte o seu dentista e conte sobre a sua gravidez, se possível faça uma limpeza geral, mas evite fazer radiografias e anestesias; faça uma cuidadosa higiene bucal todos os dias, lavando os dentes após as refeições e usando o fio dental, ou jato d'água ou bochechos; e evite comer doces, balas e guloseimas. Cuidados estes já tão proclamados como eficazes para uma dentição perfeita, durante a gravidez são absolutamente indispensáveis.

Atividades Físicas:
Muitas mulheres gestantes são dedicadas esportistas, e uma dúvida muito frequente é saber até que ponto o esporte ou qualquer outra atividade física pode ser praticada durante a gravidez. A grande maioria dos ginecologistas acreditam que a prática de exercícios físicos durante a gestação é muito importante para o bem estar da mulher, por seus inúmeros benefícios: melhora a circulação sanguínea, alivia as dores lombares, fortalece a musculatura, ajuda os problemas de sono, promove um aumento mais gradual do peso, entre outros. O importante é conversar com seu obstetra sobre quais atividades físicas são as mais indicadas e qual a intensidade e duração das mesmas. É óbvio que são desaconselháveis esportes violentos ou perigosos como lutas marciais, esqui aquático, mergulho, e qualquer tipo de atividade física que provoque um desgaste muito intenso. Os mais aconselháveis são: caminhadas, natação e ginástica para gestantes, exercícios de relaxamento.
Topo


6º Mês

Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos: 
Movimentos fetais cada vez mais intensos;
Sensação de dormência na parte baixa do ventre; 
Aumento da umidade vaginal (leucorreia);
Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
Câimbras nas pernas;
Possível inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Grande aumento do apetite;
Dores nas costas;
Modificação na pigmentação da pele no abdômen e no rosto;
Aumento da pulsação (frequência cardíaca);
Sensação de coceira no abdômen.

Emotivos:
Maior estabilidade emocional;
Uma certa ansiedade com relação ao futuro;
Períodos de distração e falta de concentração no que se está fazendo.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Desenvolvem-se quatro sentidos:

Neste mês, seu bebê começa a desenvolver quatro dos 5 sentidos: audição, olfato, tato e paladar. A visão será o último dos sentidos a se desenvolver. O bebê já reage a estímulos externos, como a luz e a música, e também percebe os barulhinhos físicos da mamãe, como o bater do seu coração ou os gorgulhos intestinais.

Começam os socos e pontapés:
Prepare-se... pois agora você vai começar a sentir de tudo: chutes, socos e cotoveladas farão você vibrar de emoção. Se antes você sentia um leve farfalhar, a cada semana que passa você irá sentir os movimentos de seu bebê cada vez mais intensamente. Isso porque agora seus músculos e articulações já estão bem mais firmes.
Topo

Primeiras Gordurinhas:
Até agora seu bebê era bem magrinho, mas nesta fase ele começa a acumular os primeiros depósitos de gordurinhas, sob a superfície da pele. Nesta fase, já é possível escutar o coração do bebê na sua consulta mensal ou com a ajuda de um estetoscópio. 

Qual é o aspecto do bebê: 
Ao completar este mês, seu bebê terá aproximadamente 33 centímetros, e mais ou menos 700 gramas. Provavelmente já estará assumindo a chamada posição fetal, com os joelhos próximos ao abdômen e os braços dobrados no peito.

Qual é o aspecto da mamãe:
Se você estiver conseguindo controlar o aumento de peso, deverá ter aumentado uns 5 a 6 quilos, aproximadamente. Como grande parte deste ganho de peso se concentra na região do abdômen, é provável que você se sinta mais cansada e com algumas dores pelo corpo.

Algumas Possíveis Preocupações
Infecção das Vias Urinárias: 

Este é um problema até certo ponto frequente em uma boa parte das mulheres gestantes, e são normalmente "cistites", infecções da bexiga, cujos sintomas mais comuns são: vontade frequente de urinar, e muitas vezes com uma sensação de ardor. Consulte seu ginecologista o mais rápido possível para que ele lhe prescreva o tratamento adequado, pois uma cistite não curada pode-se transformar em uma infecção renal mais grave e mais perigosa, seja para você como para seu bebê. Você pode tomar alguns cuidados básicos para tentar prevenir uma infecção urinária: beba muitos líquidos (água, sucos, etc) e evite café e bebidas alcoólicas; use calcinhas de algodão e que não sejam muito apertadas; faça sua higiene íntima com bastante cuidado.

Coceira:
A maioria das gestantes, com o passar dos meses, começa a sentir coceiras em várias partes do corpo, mas principalmente no abdômen. Uma coceira boba aqui, e logo parece se espalhar intensamente, coça aqui, coça ali, e a futura mamãe se sente enlouquecer. Dizer para tentar evitar começar a coçar é na maioria das vezes inútil, então procure fazer um "tratamento hidratante intensivo" em sua pele todos os dias, para combater o ressecamento natural causado pelo estiramento da pele.  
  
Hemorróidas:
Podem surgir entre o segundo e o terceiro trimestre da gravidez e são provocadas por uma maior dilatação dos vasos sanguíneos da região, causada pelo aumento de peso do útero e por uma tendência à prisão de ventre da mulher gestante. Os sintomas são dor no local, queimação ou coceira, e às vezes sangramento. Como sempre, a prevenção é o melhor remédio, e algumas dicas você já deverá conhecer de memória: manter uma dieta equilibrada e rica em fibras, beber muitos líquidos, e evitar ficar muitas horas em pé ou sentada. 
Topo


7º Mês
Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos: 
Movimentos fetais cada vez mais intensos;
Sensação de dormência na parte baixa do ventre; 
Aumento da umidade vaginal (leucorreia);
Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
Câimbras nas pernas;
Possível inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Dores nas costas;
Falta de ar e dificuldades para respirar;
Insônia;
Sensação de coceira no abdômen.

Emotivos:
Uma certa ansiedade com relação ao bebê e ao parto;
Períodos de distração e falta de concentração no que se está fazendo;
Sonhos e fantasias sobre o bebê;

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Desenvolvimento Acelerado:

Nesta fase seu bebê já está bem formado, o sistema nervoso está se aperfeiçoando cada vez mais, e o cérebro está tendo um desenvolvimento acelerado. Ao final do sétimo mês, seus pulmões começam a se desenvolver e se por acaso nascesse agora, teria grandes chances e possibilidades de sobreviver.

Ele sente e reage:
Seu bebê durante o sétimo mês já consegue ter várias reações, como abrir e fechar os olhos e ter maior percepção da luz; distinguir entre o gosto doce e o amargo, e responder a certos estímulos com choro. 
 
Qual é o aspecto do bebê:
Ao final do sétimo mês, seu bebê terá crescido bastante, chegando a pesar de 1 a 1,3 quilo, e medindo entre 37 a 40 cm. À medida que ele cresce, vai ocupando cada vez mais espaço no útero, que começa a ficar uma casa um pouco estreita para ele.
Topo

Qual é o aspecto da mamãe: 
Se você continua mantendo um aumento de peso controlado, deve estar parecendo uma grávida com um barrigão bem redondo e bonito, mesmo se cada vez mais você estiver sentindo os pequenos probleminhas normais da gravidez, aproveite para ir vendo cursos de preparação ao parto e também para descansar um pouco mais..

Algumas Possíveis Preocupações
Inchaço:

Muitas vezes, a gestante percebe suas mãos, pés, tornozelos, pernas e até o rosto, ficarem levemente inchados, por causa da retenção líquida que se verifica nos últimos meses da gravidez. Essa sensação de inchaço aparece normalmente no final do dia, ou quando faz calor, ou ainda se a gestante ficou muito tempo em uma mesma posição (sentada ou em pé). Se esse inchaço não for excessivo, e não estiver acompanhado de um aumento na pressão sanguínea, você não deve se preocupar, mas lembre-se sempre de procurar seu obstetra caso notar algo diferente (inchaço mais acentuado ou que não desaparece depois de uma boa noite de sono). Para aliviar esta sensação, você deve lembrar de apoiar os pés sobre um banquinho quando estiver sentada, alternar períodos em pé e sentada, usar sapatos confortáveis e evitar usar meias com elásticos que possam bloquear a circulação (dê preferência às meias elásticas para gestantes), e principalmente, beba muitos líquidos.

Calor Excessivo e Transpiração:
Esta sensação de calor que a gestante pode sentir principalmente nos últimos meses da gravidez, é provocada pelo aumento do nível hormonal, e faz com que a gestante tenha uma maior transpiração, principalmente à noite. Podem acontecer situações até engraçadas, de você sentir um calor absurdo em pleno inverno, enquanto todos estão trincando os dentes de frio. O que você pode fazer para reduzir esse incomodo: além de tomar vários banhos ao dia, vista-se em camadas, assim você poderá ir tirando as peças à medida queo calor for aumentando. E como você tem uma maior perda de líquidos por causa da transpiração, é importante repor bebendo muita água...
Topo


8º Mês

Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos: 
Movimentos fetais fortes e regulares;
Aumento da umidade vaginal (leucorreia);
Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
Câimbras nas pernas;
Possível inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Dores nas costas;
Falta de ar e dificuldades para respirar;
Insônia;
Sensação de coceira no abdômen;
Contrações de Braxton Hicks (vide parágrafo: Algumas Possíveis Preocupações);
Colostro, que pode gotejar dos seios.

Emotivos:
Uma certa ansiedade com relação ao bebê e ao parto;
Períodos maiores de distração e falta de concentração no que se está fazendo;
Um desejo cada vez maior de que a gravidez termine logo.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Visão e Audição Desenvolvidos:
O ritmo do crescimento do bebê agora é bem veloz, e a maioria dos orgãos principais já estão funcionando. Toda a estrutura que compõe os olhos está perfeitamente desenvolvida (a íris apresenta uma coloração azulada). Também a audição já se desenvolveu e ele consegue reconhecer a voz da mamãe e do papai. Consegue perceber melhor os sons mais graves que os agudos.
Topo

Ele vira de cabeça para baixo:
O espaço que o bebê ocupa agora já não é mais tão folgado, e ele começa a se posicionar de cabeça para baixo, assumindo uma posição mais confortável e que manterá até a hora do nascimento. Com isso, volta a pressionar um pouco a bexiga da mamãe.

Um chutador profissional:
Os movimentos do bebê agora são bem mais ativos, e você conseguirá inclusive distinguir com que parte do corpo ele está chutando. Mesmo com o espaço reduzido, ele ainda chuta, e como!! É possível monitorar os movimentos do bebê contando seus chutes, pelo menos 10 chutes podem ser sentidos a cada duas horas.

Qual é o aspecto do bebê: 
Ao final do oitavo mês, já bem desenvolvido, seu bebê terá aproximadamente 45 a 47 cm de altura e pesará mais ou menos 2250 a 2400 gramas.

Qual é o aspecto da mamãe:
A esta altura da gravidez, você estará já sentindo as contrações de Braxton Hicks, que são contrações fraquinhas e indolores, mas que fazem com que seu corpo se prepare para o parto. Cada gestante apresenta uma barriga diferente: mais alta, mais baixa, mais volumosa, menos volumosa, mais larga ou mais compacta. Isso varia de acordo com o seu tipo físico, com o aumento de peso durante a gravidez, e também com a dimensão do seu bebê. 

Algumas Possíveis Preocupações
Falta de Ar e Dificuldades para Respirar: 

Durante os últimos meses, o aumento de peso e o crescimento do útero podem tornar a respiração mais difícil, mesmo após um simples e pequeno esforço físico, como subir escadas. Na realidade, essas alterações no sistema respiratório durante a gravidez, consentem à gestante inspirar mais ar e usá-lo de forma mais eficiente, e não se preocupe pois isso ar não significa que você ou o bebê recebam pouco oxigênio. Nesta fase, você pode tentar dormir com o espaldar da cama mais elevado para facilitar a respiração, e aproveitar para descansar um pouco mais, evitando esforços físicos.

Contrações de Braxton Hicks:
São absolutamente normais, e de intensidade leve e indolor. Você poderá começar a senti-las em algum momento durante o terceiro trimestre. Na realidade trata-se do seu útero que está se exercitando para quando iniciar o trabalho de parto. Próximo do nono mês, as contrações de Braxton Hicks começam a ser mais frequentes e mais intensas.

Preparando-se para o Parto:
Antigamente, a expressão "preparando-se para o parto" significava estar com o quarto do bebê já decorado, com o enxoval já pronto, e a mala da maternidade próxima à porta. As mulheres pouco sabiam sobre o que esperar do trabalho e do parto. Os maridos, então, sabiam menos ainda. Hoje, o parto deixou de ser um assunto totalmente ignorado, e passou a representar algo que as mães e os pais buscam informações e respostas precisas à todas as suas dúvidas e preocupações. Mãe e pai, juntos, querem e devem participar da experiência que é o parto: o esforço da mãe durante as contrações, o amparo do pai na hora da dor, o primeiro choro do bebê, a emoção de cortar o cordão umbilical. Querem e devem também estar preparados para todas as situações que envolvem este momento tão especial e único. O casal que teve a oportunidade de se informar, quer seja em livros, manuais, ou com o próprio obstetra; que participou de cursos preparatórios para o parto, e que aprendeu durante toda a gravidez o que se passou com o corpo da mãe e do bebê, chega ao momento do parto sentindo-se mais seguro e com menos ansiedade. Podendo assim vivenciar um dos momentos mais incríveis da natureza humana. 
Topo


9º Mês
Sintomas, sinais e sensações
Importante:
você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos: 
Menor movimentação do bebê dentro do útero (devido à falta de espaço);
Aumento da umidade vaginal (leucorreia), de forma mais abundante;
Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
Prisão de ventre;
Azia e dificuldade de digestão;
Câimbras nas pernas;
Aumento do inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
Algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Aumento da dores nas costas e da sensação de peso nas pernas;
Respiração mais fácil quando o bebê se posicionar mais para baixo;
Maior estímulo a urinar, depois que o bebê se posicionar mais para baixo;
Insônia;
Sensação de coceira no abdômen;
Aumento na intensidade das Contrações de Braxton Hicks;
Colostro, que pode gotejar dos seios;
Sensação de incômodo ou adormecimento das nádegas e da pélvis;
Períodos alternados de maior energia ou maior cansaço;
Aumento ou perda do apetite.

Emotivos:
Aumento da ansiedade, excitação e preocupação com relação ao bebê e ao parto;
Períodos maiores de distração e falta de concentração no que se está fazendo;
Um sensação de alívio maior ao pensar de que a gravidez está chegando ao fim;
Impaciência e Inquietação;
Sonhos e fantasias sobre como será o bebê.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Começa a ficar mais gordinho:

Seu bebê neste último mês de gestação está praticamente pronto para nascer. Seu estomago e rins agora funcionam perfeitamente; seus pulmões estão totalmente desenvolvidos e prontos para respirar; seu intestino já produziu mecônio (substância que será eliminada juntamente com as primeiras fezes); seu corpo adquiriu uma boa camada de gordura, e agora ele já é bem pafudinho.
aaaDescansa bastante para preparar-se para o parto:
A sua pele já não é mais rugosa e fina como antes, e sim macia e delicada, e seus cabelos já são um pouco compridos. Os progressos mais interessantes nesta fase são no desenvolvimento sensorial, e agora ele passa a maior parte do tempo dormindo e descansando, como que se preparando para a hora do nascimento.
Topo

Qual é o aspecto do bebê: 
Finalmente, é hora de nascer, e seu bebê estará prontinho para chegar ao mundo. Em média, o peso de um bebê no final da gestação é de aproximadamente 3300 gramas, e sua altura pode variar de 48 a 52 cm (dependendo do sexo). 

Qual é o aspecto da mamãe:
Com o aproximar-se do final da gestação e com o rebaixamento do útero, você estará sentindo-se melhor, com mais facilidade para respirar, com menor pressão no estômago e com uma sensação de maior liberdade no parte de cima do seu ventre. aaaAlgumas Possíveis Preocupações
aaaQuais Podem ser os Sintomas do Trabalho de Parto: 
Na maioria dos filmes, quando é chegada a hora de um parto, parece tudo tão simples e tranquilo, com a gestante comunicando, no meio da noite, ao marido meio adormentado: 

"- Meu bem, chegou a hora!!".
Pois é... mas quantas de nós, principalmente as marinheiras de primeira viagem, conseguem reconhecer realmente os sintomas que antecedem o trabalho de parto, ou saber distinguir as verdadeiras contrações se nunca antes as sentiu, ou ainda conseguir perceber se a hora realmente chegou ou é só um alarme falso e com isso conseguir só colocar toda a família em polvorosa??? Ahhh, estas dúvidas e muitas outras são permanentes na cabeça de uma gestante nesta fase da gravidez. O melhor é conhecer bem e informar-se sobre os sintomas iniciais do trabalho de parto, e conversar com seu obstetra sobre o assunto e todos os possíveis sintomas e sinais que poderão ajudá-la nesta hora. Um bom curso de preparação ao parto também será de muito auxílio, para que você e seu marido possam estar prontos e tranquilos para o tão esperado momento do nascimento do seu bebê.
Alguns Sintomas de um Pré-trabalho de Parto: algumas semanas antes do parto, o corpo da gestante passa por algumas transformações em decorrência de estar se preparando para o parto propriamente dito: o bebê se posiciona mais para baixo na pélvis da mãe, o que dá uma maior sensação de compressão no baixo ventre, às vezes acompanhada de uma dor lombar; as contrações de Braxton Hicks se intensificam, tornando-se mais dolorosas e intensas, o que pode deixar a gestante incerta de reconhecer o trabalho de parto que se inicia; perdas vaginais mais abundantes e às vezes com uma coloração mais rosada (sintoma provocado pelo rompimento de algumas veias capilares causado pela descida do bebê se posicionando no útero para o nascimento).
Alguns Sintomas do Trabalho de Parto: as contrações se intensificam, cada vez mais frequentes e mais intensas, e geralmente mais regulares; as dores iniciam-se na parte baixa das costas e se espalham por todo o baixo ventre, às vezes também nas pernas; e se dá o rompimento da bolsa uterina; muitas vezes, é expelido o "tampão" (uma espécie de tampa mucosa e elástica que fecha a abertura do útero contra bactérias e fungos. Obs: às vezes, a perda deste "tampão" pode acontecer dias antes do trabalho de parto iniciar realmente); lembre-se sempre que em caso de dúvidas e incertezas, seu obstetra está a disposição, e você deve ter a mão todos os números de telefone para localizá-lo.
Leia mais sobre o parto, no capítulo O Parto e a Recuperação, com todas as informações específicas sobre o assunto, em breve.

Topo

Uma Palavra Amiga:
Se você chegou até aqui, seu bebê está prestes a nascer... Foram nove meses de espera, expectativas, sensações. Agora seu bebê está pronto para nascer, sua família ansiosa em conhecê-lo, e você preparada para recebê-lo. Durante toda a gravidez seu corpo passou por numerosas transformações, e, mês após mês, você foi alterando inclusive sua própria rotina de vida. É desnecessário dizer o quanto este momento sublime será importante para você... Logo, logo, você não se lembrará mais dos pequenos e inconvenientes problemas que acompanharam cada fase da gravidez, mas estará abraçando pela primeira vez o seu lindo e precioso bebê, vendo seu rostinho redondo e se emocionando com o seu choro, sentindo-o em seus braços enquanto amamenta, e assim, passando a desempenhar um novo papel em sua vida: o de mãe!!! Por isso, nós lhe desejamos:"Felicidades e Boa Sorte, Mamãe!!! "
Topo


 

 


 




© 1991-2005 Herbanario.com.br.
Todos os direitos reservados.

Copyright © 2008   Farmácia Herbanário Ltda. Todos os direitos reservados.